Balões Gás HélioO nome hélio vem do grego helios e significa sol. Ele é simbolizado pelas letras “He” e possui número atômico 2 (Z=”2”). Além disso, ele faz parte da família dos Gases Nobres da Tabela Periódica. O hélio é um gás leve, incolor, pouco inflamável, inodoro e não reage com outros elementos para a formação de novos.

O gás hélio foi observado pela primeira vez em 1868 pelo francês Pierre Jules César Janssen, quando o astrônomo viu um radiação amarelada ao redor do sol na observação de um eclipse, na Índia. Logo depois, os astrônomos Norman Lockyer e Frankland, verificaram que essa radiação não era hidrogênio, mas um elemento novo. Frankland propôs nomeá-lo de hélio. Apesar disso, esse elemento era duvidoso e tornou-se assim por 25 anos.

William Ramsay, em 1895, em um experimento, encontrou um gás produzido por meio de uma amostra de cleveita (um minério de urânio) com ácidos. Um dos gases criados foi enviado para William Crookes e Lockyer e eles verificaram que era o gás hélio, semelhante ao das radiações que foram observadas na cromosfera solar.

No mesmo momento dessas pesquisas, Per Cleve, na suíça, e seu aluno investigavam sobre a cleveita e conseguiram uma amostra mais pura do que a que foi verificada pelos cientistas anteriormente. 

Presença na Natureza

O hélio pode ser retirado dos poços de petróleo por meio da destilação do gás líquido. Mas a maior parte desse gás é encontrado na terra como resultado do decaimento radioativo de urânio e outros materiais radioativos, como foi analisado durante a sua descoberta.

Ele pode ser encontrado em poucas quantidades nas erupções vulcânicas, em rochas, gases naturais e nas águas minerais. São encontrados depósitos naturais na Rússia, na Argélia e nos Estados Unidos.

Cerca de 23% de hélio encontra-se no sistema solar, e no sol é produzido por meio de reações nucleares do hidrogênio.

Aplicações do Hélio

O hélio pode ser utilizado como gás de refrigeração para reatores nucleares, para encher balões meteorológicos e dirigíveis e na pressurização de foguetes. É usado também como gás em cilindros de ar para equipamento de mergulho para grandes profundidades. Outra utilidade é durante a solda de metais como o alumínio para a geração de uma atmosfera gasosa inerte. Na medicina, ele pode ser utilizado na mistura com o oxigênio para tratar a asma. Quando está no estado líquido, o hélio abaixa a temperatura de determinados dispositivos eletrônicos.