Copo ÁguaA palavra hidrogênio vem do grego hidro e genes, que significa gerador de água. Em condições normais, é um elemento químico gasoso, inodoro e incolor. É considerado um dos mais leves e simples e pertence ao grupo dos não-metais da tabela periódica. É o elemento de menor número atômico (Z=1) e é representado na tabela pela letra “H”.

Esse elemento foi produzido pela primeira vez pelo alquimista suíço Paracelsus ou Theophrastus Bombastus von Hohenheim, no século XVI. Através de um experimento com a mistura de ácido e metais, ele gerou um ar explosivo, apesar de não saber que era um elemento químico.

Em 1766, Henry Cavendish detectou que esse gás era uma substância isolada. Apenas em 1783, Antoine Lavoisier nomeou esse gás de hidrogênio. Encontrando, posteriormente, a fórmula da água H2O.

O elemento químico hidrogênio possui três isótopos (átomos de um mesmo elemento químico com número atômico igual e massas diferentes, mas com nêutrons adicionais). O mais simples e composto por um núcleo que possui um próton e apenas um elétron ao seu redor, é chamado de Prótio. Já o isótopo Deutério, encontrado pelo químico Harold C. Urey, possui um elétron, 1 próton e 1 nêutron. Ele é muito utilizado na indústria nuclear. Além dele, existe o Trítio formado por 1 próton, 2 nêutrons e 1 elétron.

É o primeiro elemento da tabela periódica e, portanto, possui características exclusivas.

Presença na Natureza

É o elemento mais abundante no universo, está presente na galaxia, no ar, na água, no sol e em todos os compostos orgânicos. Pode ser encontrado nos gases expelidos do vulcão e também nos oceanos, em grandes porções de água. Além de combustíveis fósseis como o carvão, o gás natural e o petróleo.

Ele pode ser retirado por meio de reações com metal e ácidos, eletrólise, reações com hidrocarbonetos/carvão e vapor de água quente.

Aplicações do Hidrogênio

O hidrogênio é muito importante para os seres humanos por ser um dos constituintes da água. Além disso, ele pode ser utilizado na geração de combustível de forma limpa, conhecido como energia termonuclear e também para encher balões meteorológicos.

Pode ser usado também na produção de amônia e metanol; juntamente com o nitrogênio, ele se transforma num gás detector de vazamentos, dentre outras aplicações.

Ele é um elemento que reage facilmente com outros em determinadas condições. Por exemplo, quando em contato com metais ele é capaz de formar hidretos.